Receba Nosso Feed

Receba Todas as Nossas Atualizações em Seu E-mail:

Páginas

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A magia do Natal



Profecia

Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. 
Isaías 7:14
Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. 
Isaías 9:6
Cumprimento da Profecia

Mas, depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um anjo do Senhor em sonho e disse: "José, filho de Davi, não tema receber Maria como sua esposa, pois o que nela foi gerado procede do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados".
Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta:
"A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel" que significa "Deus conosco". 

Mateus 1:20-23

No mês de dezembro, ouvimos as pessoas falarem muito sobre "a magia do natal". Vemos isso estampado nos outdoors, nas propagandas de TV. Sempre em dezembro, ouvimos também as pessoas dizerem que a magia do natal invade os corações, e que com isso as pessoas ficam mais bondosas e solidárias com os outros, com a dor do próximo. Doações, campanhas e tudo mais são feitas com esse intuito.

O que chamam de "magia do natal" que faz com que as pessoas fiquem mais sensíveis ao "amor", na verdade é aquilo que temos de Deus em nós. Ou seja, não existe "magia do natal", mas existe uma centelha do espírito de Deus, da imagem e da semelhança que recebemos d'Ele, e com isso damos vazão a bondade e a humildade que aprendemos com Jesus. É a essência de Deus no homem sendo liberada, quando damos permissão, quando olhamos para o próximo e deixamos de ser egoístas. Durante o mês de dezembro, as pessoas fazem, muitas vezes, inconscientemente o que diz em Mateus 25:35-40. Fazem cestas básicas para serem doadas aos que não tem o que comer, Campanhas de roupas para aqueles que não tem o que vestir, visitam asilos, hospitais e presídios para amenizar a dor dos que estão sofrendo.


"Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. "Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar? ’ "O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’."
Mateus 25:35-40


Devemos lembrar que o Senhor nos prometeu um Salvador e cumpriu sua promessa. Seria "Deus Conosco", literalmente, vivendo como homem e ensinando a amar e morrer para o mundo. Não somente agradecer pelo nascimento de Jesus, mas principalmente, agradecer por sua morte na cruz, por Ele não ter desistido de mim, nem de você. Porque Ele nos deu livre acesso à Deus. Foi o maior presente que o Senhor nos concedeu. Poder nos relacionar com Ele intimamente. Isso era privilégio de poucos, mas Jesus é o caminho que nos leva direto ao Pai. 

Engraçado como o mundo tenta ofuscar as maravilhas e os feitos de Jesus, assim como os presentes de Deus para o homem. Em dezembro querem lembrar o nascimento de Jesus (não vou entrar na questão de dezembro ser ou não o mês do nascimento d'Ele), mas criaram um Papai Noel, um ser mágico, fantasiado com as cores que enchem as casas nas decorações reluzentes e que toda criança acreditava ser ele real, vindo à meia noite deixar o presentinho, voando em um trenó, carregado por renas. E por trás disso, o inocente engano massivo às crianças.
Do mesmo modo, a celebração da Ressurreição de Jesus após a Cruz, atualmente é misturada com ovos de chocolate e coelhos. São atrativos que o paganismo inventa para desviar o foco das crianças das coisas de Deus e alavancar o comércio.

Trazem o natal carregando um "Jesus menino", como se Ele ainda fosse uma criança. Focar no "Jesus menino", nos faz esquecer os cravos e a cruz, o seu objetivo. Devemos agradecer pelo todo sobre Ele. Por seu nascimento, seus ensinamentos e sua morte na Cruz.

Jesus nasceu, viveu, cresceu, morreu... e ressuscitou ao terceiro dia. Ele vive. Que não seja a "magia do natal", a responsável por humanizar e sensibilizar as pessoas, mas que você permita que Jesus, aquele que vive, faça de você um discípulo d'Ele e que a imagem e semelhança de Deus em nós seja manifesta em nossas atitudes para com nossos irmãos.

Deus te abençoe!

Seja uma fonte de benção. Compartilhe vida e libertação.

Por Flademir Bernardo




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Enriqueça mais essa discussão com seu comentário.

Postagens relacionadas