Receba Nosso Feed

Receba Todas as Nossas Atualizações em Seu E-mail:

Páginas

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Já pulei as 7 ondas



"Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. 
1 Coríntios 10:20"

"Ano novo, vida nova." Esta é uma frase muito ouvida no período pré-virada de ano. As pessoas sempre desejam para si, obviamente, o melhor do porvir; e assim, muitas vezes, apegam-se a certos costumes que são passados e aprendidos sem que se saiba a origem dessa crença. As lojas de roupas aumentam consideravelmente o estoque de modelos brancos para a virada do ano. Acredita-se que, como o grão de lentilha assemelha-se com moedas, as pessoas as comem para que no ano seguinte ganhem mais dinheiro. Vestir branco, comer lentilhas e outras tradições do Brasil ou mesmo "de fora" são aplicados na crença ou na dúvida, tipo: "pode ser que dê certo!"; como por exemplo na Espanha, à meia noite, come-se 12 uvas, saboreando a doçura delas, e isso determinará, segundo eles, como será o ano vindouro. 

Perceba que as pessoas não se preocupam em saber de onde vem a simpatia travestida de superstição. Nessa "brincadeira" acabam praticando rituais de adoração à entidades, achando que estão agindo positivamente em suas vidas. Acabam fazendo "simpatias" que são ensinadas e requeridas por demônios. Como está escrito: "Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. 1 Coríntios 10:20". 

Quantas vezes presenciei pessoas pulando ondas no mar. Se pesquisarmos mais a fundo sobre o que significa isso, veremos que é uma cultura do candomblé e da umbanda, onde pessoas pulam as ondas fazendo pedido a cada uma delas. Mas peraí... um pedido à uma onda? Não. Veja só  a quem realmente você está pedindo. Encontrei em um site de umbanda o seguinte texto: Pular 7 ondas é invocar os poderes de Iemanjá, a deusa do mar, que purifica e nos dá força para vencer os obstáculos do ano que está por vir.
Você sabia disso?

São mentiras que se infiltraram sorrateiramente na cultura do povo. Afinal, o que há de errado em pular umas ondinhas? Vou lhe dizer. Você não precisa pular ondas, comer lentilhas, vestir branco ou amarelo para ter paz e dinheiro. Você precisa renovar a sua mente, rever os seus conceitos, como está escrito: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

Não existe deusa do mar, mas existe apenas um Deus criador que enviou seu Filho unigênito ao mundo, o qual Este sim governa sobre tudo e todos, como está escrito em Marcos 4:37-41: "Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este foi se enchendo de água. Jesus estava na popa, dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram: "Mestre, não te importas que morramos? "Ele se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar: "Aquiete-se! Acalme-se! " O vento se aquietou, e fez-se completa bonança. Então perguntou aos seus discípulos: "Por que vocês estão com tanto medo? Ainda não têm fé? " Eles estavam apavorados e perguntavam uns aos outros: "Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? "  

Não precisamos de mágica, nem feitiços para que tenhamos um ano novo melhor. Precisamos de Deus, fé, força de vontade e coragem para enfrentar as dificuldades. Não precisamos pular as ondas, porque o nosso Deus nos ensinar a caminhar por sobre elas, como assim Ele o fez em João 6:18-20: "E o mar se levantou, porque um grande vento assoprava. E, tendo navegado uns vinte e cinco ou trinta estádios, viram a Jesus, andando sobre o mar e aproximando-se do barco; e temeram. Mas ele lhes disse: Sou eu, não temais."  

Jesus, com isso, está dizendo: Não temas, sou Eu. Se o mar te submergir, minha mão te levantará. 

Reflita: Que superstições ou costumes você tem feito ou faz sem saber, e não conhece a origem dele?  
Você já se perguntou porque as pessoas batem na madeira 3 vezes para afastar uma notícia ruim? Porque as pessoas guardam trevos de 4 folhas na carteira? Porque acredita-se que quebrar espelho dá azar? Dentre outros... Informe-se, pesquise sobre isso. Precisamos saber o que estamos fazendo e porque estamos fazendo algo.

Se você já pulou as 7 ondas, não pule mais. 

Querido, não se engane, nem seja enganado. A Bíblia te ensina a viver conforme a vontade de Deus; E na presença de Deus há fartura de alegria. Seja Feliz!


Desejo à você todas as bençãos de Deus sobre a tua vida.
Feliz 2013.

Seja uma fonte de benção. Compartilhe vida e libertação.

Por Flademir Bernardo



sábado, 29 de dezembro de 2012

Soldados feridos



Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente. 
2 Timóteo 2:3-5

A igreja do Senhor está crescendo. O Evangelho está avançando, sendo proclamado em todo o mundo. Existe uma guerra acontecendo onde não se vê com os olhos naturais. Diversas batalhas estão sendo travadas nesse momento. Existe um exército de combatentes lutando contra outro exército inimigo. 
Nós fazemos parte do exército de Deus. Lutamos em uma guerra onde não se vê o inimigo. Nossas armas não foram forjadas, nem projetadas por mãos humanas. Utilizamos as armas que o Senhor nos disponibilizou, e está descrita em Efésios 6:13-18; "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando, sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos."

Lutamos para resgatar aqueles que foram capturados pelo inimigo e que estão presos em cadeias e enganos. De posse dessas armas espirituais, lutamos orando, vigiando, pregando a Palavra, adorando e exaltando o Nome do Senhor. Ficamos na retaguarda do Senhor, pois confiamos n'Ele. Mas quando um soldado sai da retaguarda e vai pra frente de batalha, achando ter capacidade para batalhar por si só, este cai, alvejado pelas setas e dardos inflamados do inimigo, como está escrito: "Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno."  Efésios 6:16

Em uma guerra todos querem sair vivos, apesar de correr o risco de morrer. Um bom soldado é treinado para não abandonar um ferido na estrada, mas arriscar-se por ele, para que possa sair dali com vida. Muitas vezes sangrando, machucado, estando inconsciente, mas vivo. Aprendemos com Jesus que devemos ajudar uns aos outros. Esse soldado ferido é um amigo, um parente, ou um irmão em Cristo. Conhecemos pessoas que estão à nossa volta, frequentam os mesmos lugares que nós, já fizeram parte do exército do Senhor, mas acabaram atingidos e sendo fragilizados, retrocederam feridos, sangrando. 

Queridos, vemos muitos irmãos que não estão sabendo utilizar as armas, e acabam que atingindo seus próprios companheiros de guerra. Quando estes almejam um cargo, uma "patente" mais alta, derrubam tudo e todos os que estiverem no seu caminho. Enquanto isso, o inimigo vai atacando e por não protegermos nossos irmãos, acabam atingidos. 
Muitos soldados lutam com faixas e ataduras nesta guerra, pois ainda estão se recuperando de suas feridas. Precisamos identificar esses senhores para dar o ombro no momento do cansaço, carregar suas armas para aliviar suas dores. Um exército é vitorioso quando luta em um só propósito e em união. "Todo o reino, dividido contra si mesmo, será assolado; e a casa, dividida contra si mesma, cairá." Lucas 11:17

Muitas medalhas são desejadas, por exemplo, a medalha por valentia e coragem, e muitas medalhas como companheirismo e fidelidade são esquecidas.
Não deixe um soldado ferido morrer. Não seja covarde, ajude-os.
Visite aqueles que se afastaram de Deus. Convoque mais combatentes para esta guerra. 
Uma guerra onde o inimigo, derrotado, luta apenas para matar, roubar e destruir vidas.

Seja um bom soldado. E você que ainda não faz parte deste exército, aliste-se já.


Deus te abençoe!

Seja uma fonte de benção. Compartilhe vida e libertação.

Por Flademir Bernardo



sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A magia do Natal



Profecia

Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. 
Isaías 7:14
Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. 
Isaías 9:6
Cumprimento da Profecia

Mas, depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um anjo do Senhor em sonho e disse: "José, filho de Davi, não tema receber Maria como sua esposa, pois o que nela foi gerado procede do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados".
Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta:
"A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel" que significa "Deus conosco". 

Mateus 1:20-23

No mês de dezembro, ouvimos as pessoas falarem muito sobre "a magia do natal". Vemos isso estampado nos outdoors, nas propagandas de TV. Sempre em dezembro, ouvimos também as pessoas dizerem que a magia do natal invade os corações, e que com isso as pessoas ficam mais bondosas e solidárias com os outros, com a dor do próximo. Doações, campanhas e tudo mais são feitas com esse intuito.

O que chamam de "magia do natal" que faz com que as pessoas fiquem mais sensíveis ao "amor", na verdade é aquilo que temos de Deus em nós. Ou seja, não existe "magia do natal", mas existe uma centelha do espírito de Deus, da imagem e da semelhança que recebemos d'Ele, e com isso damos vazão a bondade e a humildade que aprendemos com Jesus. É a essência de Deus no homem sendo liberada, quando damos permissão, quando olhamos para o próximo e deixamos de ser egoístas. Durante o mês de dezembro, as pessoas fazem, muitas vezes, inconscientemente o que diz em Mateus 25:35-40. Fazem cestas básicas para serem doadas aos que não tem o que comer, Campanhas de roupas para aqueles que não tem o que vestir, visitam asilos, hospitais e presídios para amenizar a dor dos que estão sofrendo.


"Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. "Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar? ’ "O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’."
Mateus 25:35-40


Devemos lembrar que o Senhor nos prometeu um Salvador e cumpriu sua promessa. Seria "Deus Conosco", literalmente, vivendo como homem e ensinando a amar e morrer para o mundo. Não somente agradecer pelo nascimento de Jesus, mas principalmente, agradecer por sua morte na cruz, por Ele não ter desistido de mim, nem de você. Porque Ele nos deu livre acesso à Deus. Foi o maior presente que o Senhor nos concedeu. Poder nos relacionar com Ele intimamente. Isso era privilégio de poucos, mas Jesus é o caminho que nos leva direto ao Pai. 

Engraçado como o mundo tenta ofuscar as maravilhas e os feitos de Jesus, assim como os presentes de Deus para o homem. Em dezembro querem lembrar o nascimento de Jesus (não vou entrar na questão de dezembro ser ou não o mês do nascimento d'Ele), mas criaram um Papai Noel, um ser mágico, fantasiado com as cores que enchem as casas nas decorações reluzentes e que toda criança acreditava ser ele real, vindo à meia noite deixar o presentinho, voando em um trenó, carregado por renas. E por trás disso, o inocente engano massivo às crianças.
Do mesmo modo, a celebração da Ressurreição de Jesus após a Cruz, atualmente é misturada com ovos de chocolate e coelhos. São atrativos que o paganismo inventa para desviar o foco das crianças das coisas de Deus e alavancar o comércio.

Trazem o natal carregando um "Jesus menino", como se Ele ainda fosse uma criança. Focar no "Jesus menino", nos faz esquecer os cravos e a cruz, o seu objetivo. Devemos agradecer pelo todo sobre Ele. Por seu nascimento, seus ensinamentos e sua morte na Cruz.

Jesus nasceu, viveu, cresceu, morreu... e ressuscitou ao terceiro dia. Ele vive. Que não seja a "magia do natal", a responsável por humanizar e sensibilizar as pessoas, mas que você permita que Jesus, aquele que vive, faça de você um discípulo d'Ele e que a imagem e semelhança de Deus em nós seja manifesta em nossas atitudes para com nossos irmãos.

Deus te abençoe!

Seja uma fonte de benção. Compartilhe vida e libertação.

Por Flademir Bernardo




quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Guias cegos



“ Respondeu-lhes ele: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada. Deixai-os; são guias cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão no barranco.”
Mateus 15.13-14

A Bíblia cita em diversos textos que Jesus combatia muito um grupo de religiosos que viviam preocupados em manter suas tradições e rituais com jogos de aparências, caminhando para um lado completamente oposto às escrituras. Esses eram extremamente “preparados” para julgar e condenar os que não as cumpriam à risca. Eram pessoas que faziam questão de aparentar ser o que não eram. Viviam como juízes e observadores na tentativa de que fossem mantidas as tradições passadas por Deus na antiguidade.

Mas afinal, o que havia de errado em procurar manter viva a tradição, a Lei que o Senhor deixara? O problema não era o cumprimento da Lei do Senhor, mas a hipocrisia cruel que era pregada por esses fariseus. Eles agiam como enganadores, verdadeiros atores, vestiam suas mantas e túnicas e encenavam uma vida de santidade, enquanto que suas atitudes em relação à Lei eram desprezíveis. Estavam preocupados em mostrar aos outros suas vestes impecáveis, seus discursos preparados e orações em meio a multidões.

Em um determinado momento, quando estrategicamente, tentando incriminar Jesus e fazê-lo cair em suas próprias palavras, eles trouxeram uma mulher adúltera, insistindo para que fosse apedrejada conforme a Lei do Senhor. Queriam que Jesus caísse em contradição. Com a visão limitada que tinham sobre amor e tolerância pregada pelo Mestre, eles não esperavam que Jesus os fizesse usar suas próprias consciências. E isso nos chama atenção, pois Jesus verdadeiramente amava aqueles que o viam como um mentiroso, um enganador. Jesus não havia condenado aquela adúltera como os fariseus esperavam e fizeram, como também não saiu de sua boca nenhuma condenação contra os fariseus, mas suas próprias consciências, ao mergulharem no íntimo de seus pecados ocultos revelaram suas mentiras e hipocrisias ao ouvir: “Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra” João 8.7.

Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada” significa dizer que há um método, uma forma de encontrar a Salvação, e é através de Jesus. Jesus não olha para o seu pecado, mas para o pecador; Ele não veio para os limpos e puros, mas para os doentes. Ele não vem a ti com os braços cruzados e batendo o pé, com olhar de reprovação, dizendo: “Te pequei no flagra!”. Mas diz: “Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” Mateus 11.28. O problema não é a roupa que você veste, mas a intenção que há em você para usá-la. Muitas igrejas pregam usos e costumes como padrões de conduta, mas Deus está preocupado com o seu coração. Não é a calça jeans que te faz pecar, mas a vontade em mostrar as curvas do seu corpo, não é a saia acima do joelho, mas a vontade de sentir-se desejada pelos homens, em geral.

Precisamos nos permitir ser orientados por Jesus, pela Palavra de Deus. Fora disso, estamos cegos. Não temos condições de entender, nem tampouco ensinar. Cuidado com doutrinas que ensinam distorções bíblicas. Cuidado com doutrinas que facilitam o acesso as cadeias. Como assim? Existem pastores que se dizem cristãos que ingerem bebidas alcoólicas e ainda permitem que suas ovelhas também o façam. Não ensinam o perigo de se estar à beira do abismo. Um cristão que diz: Uma cervejinha não faz mal. Está brincando com uma arma de satanás. O que pra ele é uma simples bebida, para outros são grandes e terríveis correntes de cadeias que aprisionam e matam milhares de pessoas, destroem milhares de lares e separam cônjuges, filhos, enfim, famílias. A bebida, o cigarro tem uma “vantagem” em relação às outras drogas consideradas ilícitas. Elas têm o direito de promover junto a mídia, a publicidade de suas propagandas enganosas, sempre relacionadas à felicidade, ao sexo, a luxúria. São comerciais que envolvem a pessoa fazendo-a sentir-se livre para beber e fumar, sempre apresentando mulheres esculturais e seminuas em suas propagandas apelativas. Se bem que não se vê mais propagandas de cigarro na TV. Porque será? Será que essa chocante “felicidade e liberdade” que vem estampada nas embalagens de cigarro, estão sendo saboreadas pelos usuários, vivenciando leitos de hospitais e cânceres pulmonares? Se uma bebidinha é permitida, porque o álcool e o cigarro são as drogas que mais matam e viciam pessoas? Sabe por quê? Porque elas são subestimadas.
Muitos cristãos querem ouvir apenas um “talvez”, um “pode ser” ou “não faz tanto mal assim” para dar vazão a sua vontade de pecar, jogando a responsabilidade por suas ações nas costas dos pastores liberais, prevendo Agir como Adão fez quando foi argüido por Deus por ter pecado, dizendo: “A mulher que me deste por companheira deu-me a árvore, e eu comi”. Estarão acusando o seu pastor de ter ensinado assim, não tendo também a menor curiosidade de buscar na Bíblia, a verdade. Afinal, o pecado é saboroso. Perceba que esses liberais agem fora da Palavra, orientando mentiras. São verdadeiros cegos, guiando outros cegos. Uns cegos e outros “cegados”.  Precisamos ser cheios do Espírito Santo para não nos embananar com mentiras emanadas de um coração perverso e pecaminoso, e deixar assim cair as escamas dos olhos para enxergar as verdades de Deus. Somos cegos quando sabemos o que é certo e continuamos cometendo o erro, mas se o erro causa incômodo e vergonha, é porque você tem as ferramentas corretas em sua vida. O Espírito Santo. Ele te incomoda a deixar a prática que te afasta dos seus caminhos. Pior do que ser cegado por alguém, é ser enganado por si mesmo. De qualquer forma, isso te fará cair em um abismo.
Voltando aos usos e costumes; Os fariseus, os “juízes” observam os alcoólatras, os tabagistas, os adúlteros e os definem simplesmente como inadequados. Estes costuram novamente o véu do templo que foi rasgado ao meio com a morte de Jesus na cruz, impedindo que tenham acesso ao Pai por meio da graça, exigindo o cumprimento da tradição, da Lei. Jesus observa os alcoólatras, os tabagistas, os adúlteros, os assassinos, os homossexuais e os chama para serem discipulados e usados como instrumentos de Deus para ajudar outras vidas que muitas vezes estão passando por tentações ou estão acorrentadas as práticas que estes foram libertos, através de um processo de renúncia de si mesmo, sem nunca terem sido identificados por suas práticas pecaminosas, ou seja, Jesus não te chama de adúltero, alcoólatra, drogado, viciado, sodomita ou bandido, mas Ele te chama pelo teu nome. Por que ele vê você e não o seu pecado e o convida a abandonar as velhas práticas.
Tenha uma vida com Jesus, o bom pastor que deu a vida pelas suas ovelhas. Em Cristo você não andará nas trevas, mas sim na luz. E será luz. O que era “cego”, deixará de ser “cego”. O que era “coxo”, deixará de ser “coxo” e será orientado pelo Espírito Santo, na Palavra de Deus.

Que Deus o abençoe.
Seja liberto em Nome de Jesus.
Seja uma fonte de benção. Compartilhe vida e libertação.


Por Flademir Bernardo




terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Você é o que você come ?




Não é o que entra pela boca que contamina o homem; mas o que sai da boca, isso é o que o contamina. Mateus 15:11

Existe um ditado popular que diz que você é o que você come, e isso se refere a uma vida saudável diante de uma alimentação saudável. Poucas pessoas estão realmente preocupadas com a sua alimentação, afinal, é difícil resistir as guloseimas, refrigerantes, gorduras e frituras. Quando comemos o que gostamos sentimos uma sensação de prazer. Não pela preocupação em nutrir e suprir as necessidades de proteínas, carboidratos, aminoácidos ou lipídios, mas pelo sabor que agrada o nosso paladar. 
Assim é a sensação de alguém que ama a Palavra de Deus. Este a lê e alimenta o seu espírito, forja o seu caráter, e ainda que não sinta o seu sabor, ou seja, não perceba as transformações em sua vida, lá no seu íntimo, Deus continua agindo porque está escrito: 

"Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiuça a pedra?  Jeremias 23:29".


Jesus estava falando aos fariseus que eram tão preocupados em exigir rigorosamente das pessoas o cumprimento da Lei quando eles mesmos não a respeitavam. Eles questionavam o fato de que os discípulos não lavavam as mãos antes de comer, sendo que enquanto cobravam dos discípulos esta "retidão", eles agiam como mentirosos, cobiçosos e hipócritas. E assim cumpria-se a profecia de Isaías que dizia: "Este povo me honra com os lábios, mas o coração está distante de mim". As vezes somos tão preocupados em pequenos costumes, que eles viram rituais mecânicos e o que deveria ser espontâneo torna-se um costume, um padrão a ser seguido, sendo que a manifestação de Deus ou do Espírito Santo é sempre surpreendente.

A preocupação deles era que estivessem com as mãos limpas para comer, e o que Jesus estava ensinando era: "Sentem-se para comer, mas cuidem para que suas vestes, sua vida não estejam em uma condição de impureza. Não é o que você come que pode tirar sua salvação, mas suas atitudes, palavras e intenções diante de Deus". 

Em Mateus 12.34 diz assim: Raça de víboras, como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração.
Um pouco depois: "Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias". Mateus 15.19

Do que você tem alimentado seu espírito? Na nossa imperfeição e natureza  pecaminosa, precisamos trancafiar e controlar nossos desejos carnais e estimular os frutos do Espírito. Fazendo assim estamos evitando que sejamos contaminados e evitando contaminar as pessoas. 
Atitudes devem refletir as palavras, ou serão como um corpo com as pernas invertidas, que não obedecem a direção natural, querendo andar pra frente, mas o puxa para trás.

Repense sobre o que você tem deixado sair de sua boca. As mães reclamam que seus filhos soltam um palavrão e não sabem onde eles aprendem isso, mas não percebem que estão mais do que nunca sendo vigiadas, e atentamente, pois seus filhos anseiam ser iguais aos seus pais. Contaminam seus filhos sem perceber.

"Conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará". João 8.32
A verdade retira as escamas que te impedem de enxergar em si, aquilo que você não deseja na sua vida e que desagrada ao Pai. Assuma o papel de Filho que anseia ser igual ao Pai. Não se preocupe em aparentar ser, mas tome a posição e seja um imitador de Cristo.

Flademir Bernardo
Que Deus o Abençoe.
Curta nossa Página no Facebook. Pastos Verdejantes
Faça um comentário ou testemunho para abençoar mais vidas. 
Siga nosso blog para receber mais atualizações.


Postagens relacionadas