Receba Nosso Feed

Receba Todas as Nossas Atualizações em Seu E-mail:

Páginas

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Já lavei os seus pés hoje ?

No dia a dia do ser humano, na sua jornada de vida há espaço para tudo. Esse espaço muitas vezes é preenchido com situações e objetivos que momentaneamente concedem prazer. Qual tem sido o verdadeiro sentido da vida do homem na terra? Enquanto Deus dedica o seu precioso tempo cuidando de sua criação, resgatando homens do vício, penetrando nas sombrias instâncias da mente humana para fazer uma limpeza no seu caráter, restaurando famílias, abrindo portas e abençoando a criação pela Sua misericórdia, percebo o seguinte: O homem é muito especial ao olhos de Deus. Ao mesmo tempo, pergunto: Porque retribuir esse amor é tão difícil? Falar de Jesus é uma forma de retribuir.

Quando pronunciamos o nome de Jesus, algo sobrenatural acontece. Seja qual for a situação, esse poderoso nome pode trazer conforto, alívio, segurança, como também pode ser recebido como uma afronta, ofensa (como assim ofensa?). Não sei o que realmente acontece nos bastidores do espiritual, das batalhas que são travadas por detrás do véu sobrenatural. Mas eu sei que pelo poder que há, quando dito com verdade, sem falsidade, sem interesse, cheio de amor, esse nome pode atingir o vazio do coração, o mais profundo e secreto lugar do íntimo da pessoa. Assim como a chuva que cai sobre a terra e logo penetra por entre espaços microscópicos, alcançando o profundo. Assim é o nome de Jesus. O Seu nome carrega amor, carrega perdão, humildade e servidão.

Se para Deus o ser humano é tão importante, porque o ser humano ignora o outro? Em João, capítulo 13, aprendemos com Jesus sobre amor, humildade e servidão. Sendo ele O Filho, o salvador, mesmo assim, fez-se servo para que os apóstolos e toda humanidade aprendesse o sentido de amar ao próximo. Lavar os pés do outro.
As pessoas estão preocupadas em encontrar o culpado das mazelas, das desgraças que acontecem na vida. De quem é a culpa se o filho está afundado nas drogas? - A culpa é do traficante! De quem é a culpa se o marido está envolvido com uma amante? - A culpa é dele que não presta!
Dificilmente alguém admite que perdeu o filho para o tráfico por ausência de acompanhamento ou falta de carinho. Nunca vi ninguém admitir que o casamento acabou porque a pessoa que foi traída não valorizava os anseios do(a) outro(a). Enquanto escrevo esse texto, lembro-me de algo que aconteceu há poucos instantes atrás na hora do almoço, na copa (sala de lanches e refeições) do trabalho. Eu estava à mesa, comendo, enquanto três colegas conversavam bastante e davam gargalhadas. Estavam falando sobre poder comer de tudo, dieta, etc. E uma delas em determinado momento parou de comer os biscoitos de côco que uma delas havia trazido e pediu para que a amiga fechasse a boca do saco para que ela parásse de comer. E por coincidência, essa pessoa que pedia pra fechar o saco estava um pouco acima do peso. Enfim, pediu novamente que a amiga fechasse a boca do saco de biscoitos. Deixando no ar a idéia de que o saco de biscoitos aberto, iria fazer com que ela comesse mais ainda. Ou seja, a responsabilidade ou "culpa" seria do saco de biscoitos. Achei interessante como realmente as pessoas culpam as outras pessoas ou coisas, sempre livrando-se das responsabilidades.

A responsabilidade traz peso, fardo, muitas vezes lutas. Se recebemos em nossas mãos a armadura de Deus e temos autorização para lutar o bom combate. O que estamos esperando? Nossa luta não é contra carne, nem sangue, mas sim contra principados e potestades.
Imagino como se livrar da responsabilidade de ter que lavar os pés do meu irmão, se Cristo já tem lavado os meus pés. Pois aqueles que não têm os pés lavados pelas "mãos de Cristo", não têm parte com Ele. (João 13:8).

Senhor, capacita-me diariamente para a batalha diariamente.
Dá-me forças para resistir às ameaças. Cairão mil ao meu lado, dez mil a minha direita, mas eu não serei atingido.
Pelo poder do Teu nome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Enriqueça mais essa discussão com seu comentário.

Postagens relacionadas